Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

RS lidera ranking nacional de serviços digitais

Portal rs.gov.br leva Estado a figurar na primeira posição de índice

Publicação:

rs gov br
rs gov br
Por Bianka Nieckel/Ascom EDP-SPGG. Edição: Marcelo Flach/Secom

O Rio Grande do Sul alcançou um resultado inédito por meio do seu projeto de transformação digital, o portal rs.gov.br. O Estado figura em primeiro lugar no ranking nacional Índice de Oferta de Serviços Digitais 2021 da Associação Brasileira de Entidades Estaduais de Tecnologia da Informação e Comunicação (Abep-TIC), divulgado na sexta-feira (2/7).

De acordo com o Ranking dos Governos Estaduais e Distrital, o RS conquistou 91 pontos, se tornando o único Estado enquadrado no nível ótimo da escala de maturidade apresentada pelo indicador. Bahia e Paraná, que conquistaram segundo e terceiro lugares, respectivamente, foram considerados muito bons nos quesitos avaliados.

“Essa posição no ranking é um reconhecimento a um trabalho que norteia nossa gestão. Queremos ser, cada vez mais, um governo digital, mais simples e menos burocrático, que está na palma da mão das pessoas. O primeiro lugar é uma motivação para seguir esse caminho”, comemora o titular da Secretaria de Planejamento, Governança e Gestão (SPGG), Claudio Gastal.

Atualmente, o Rio Grande do Sul oferece 484 serviços estaduais – 61% deles em formato digital, somando 4,46 milhões de acessos mensais. Tudo isso acessível pelo portal rs.gov.br, com cartas de serviço atualizadas. A meta é chegar a 100% das funcionalidades também na forma digital até o fim de 2022.

Além de conquistar a primeira posição na avaliação nacional, o RS figura no topo do ranking nas dimensões Capacidades para a Oferta Digital de Serviços (que mede a implementação do portal único ou do portal de serviços, a carta de serviços e outros fatores habilitadores) – empatado com a Bahia – e Regulamentação sobre Modernização para a Oferta de Serviços Públicos (focada em dispositivos legais ou infralegais relacionados à temática de governo digital).

Esta é a segunda edição do índice, divulgado pela primeira vez em 2020, quando o RS figurou na terceira posição, atrás de Minas Gerais e Santa Catarina. De forma geral, os Estados evoluíram em relação ao panorama do ano passado.

“Isso qualifica ainda mais a performance gaúcha, uma vez que essa saudável competição está cada vez mais acirrada. Todos ganhamos com os resultados, tanto em termos de facilidade e conveniência para o cidadão como no aspecto da economicidade e da eficiência do serviço público”, avalia Hiparcio Stoffel, diretor-geral do Escritório de Desenvolvimento de Projetos (EDP), autarquia responsável pela execução da Estratégia Digital rs.gov.br.

Ranking serviços digitais   2021

“Esta conquista é reflexo direto da estratégia definida pelo governador Eduardo Leite, que estabeleceu o objetivo de que 100% dos serviços públicos sejam digitais até o final da gestão. Sob liderança da SPGG e do EDP, a Procergs tem participado ativamente das reuniões de secretariado, colaborando de forma transversal com os principais esforços do Estado, mantendo sempre o olhar na “jornada do cidadão”, e pensando os serviços sob o conceito de múltiplos canais (omnichannel). Esta conquista é motivo de muito orgulho para todos nós e a certeza de que estamos trilhando o caminho certo”, completa o diretor-presidente da Procergs – Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado, José Antonio Leal.

O Índice de Oferta de Serviços Digitais mede os principais serviços públicos ofertados pelos Governos Estaduais e Distrital disponibilizados por meios digitais, avaliando ainda a conformidade com a legislação vigente. “A implantação bem-sucedida do Governo Digital é uma preocupação mundial e tem se tornado mandatória para gerar maior satisfação aos cidadãos. Sob essa perspectiva, mensurar a capacidade dos Estados de prestar serviços pelos meios digitais é um passo imprescindível para que se possa avançar na oferta de serviços públicos cada vez mais eficiente”, resume o relatório do estudo.

A coleta de dados – que utilizou como metodologia um levantamento eletrônico realizado com governos das unidades da federação– ocorreu em abril, e a análise foi concluída no mês seguinte.

Comentários

PROCERGS - Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Rio Grande do Sul S.A.